Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on print

Método qualitativo e quantitativo para tecnologias na educação

Chalkboard,With,Stack,Book

A tecnologia já faz parte do nosso dia a dia e dificilmente conseguiríamos ter a rotina que temos hoje sem ela. Nesse sentido, a educação também é muito beneficiada, uma prova disso foi a possibilidade de manter as aulas à distância durante a pandemia. Contudo, é necessário medir se essas tecnologias são realmente efetivas por meio do uso de método qualitativo e quantitativo.

Entretanto, não é apenas a entrega de conteúdo que importa. A qualidade também é fundamental, pois são os conhecimentos que movem as carreiras dos profissionais. Se as necessidades das pessoas mudam, as qualificações devem acompanhar essas transformações — e a educação entra nessa nova configuração.

Então, venha entender sobre o uso de método qualitativo e quantitativo para tecnologias na educação.

Qual é a importância da tecnologia instrucional?

A tecnologia instrucional utiliza diversos processos de ensino e métodos de aprendizagem com o intuito de melhorar a experiência, tanto na educação formal quanto na não formal. As novas gerações já estão envolvidas com processos e ferramentas tecnológicas. Então, a aplicação de novos recursos pode até mesmo ajudar no aprendizado.

Profa. Deborah Costa, Coordenadora de Relacionamento do mestrado em Tecnologias Emergentes em Educação, na MUST University, conta que “a tecnologia instrucional traz para a educação novas possibilidades de organização pedagógica e de aprendizagem para os alunos”.

Portanto, o uso de novas ferramentas, recursos e tecnologias serão cada vez mais comuns daqui para a frente, sobretudo devido aos benefícios que podem ser observados nesse modelo de ensino. No entanto, é importante buscar parâmetros para medir a eficácia da aplicação da tecnologia instrucional.

Quais fatores devem ser analisados no planejamento da tecnologia instrucional?

O planejamento é uma das principais etapas. Afinal, é nele que serão pensados todos os detalhes de como será o uso da tecnologia instrucional. Dessa forma, os principais fatores a serem analisados no planejamento são:

  • infraestrutura tecnológica: é preciso que o acesso aos equipamentos seja facilitado e esteja disponível para que a realização das ações pedagógicas planejadas possam acontecer;
  • organização do espaço e do tempo: para que o trabalho com tecnologia educacional seja realmente diferenciado, tanto para o professor quanto para o estudante, é indispensável haver um planejamento a curto, médio ou longo prazo com relação a organização dos espaços, ambientes, materiais apropriados e que o intervalo de tempo seja suficiente para a preparação de um projeto significativo para a aprendizagem dos estudantes.

A partir disso, há uma grande diferença para outros modelos de ensino a distância, pois há maior flexibilidade. Deborah explica que o aluno pode entrar e começar seus estudos a qualquer momento ao longo do ano.

“Não há restrições de semestre ou restrições de inscrição. Você começa simplesmente quando você está pronto e termina seu programa em seu próprio ritmo. Nossa plataforma tem aulas dinâmicas, conceitos resumidos, exercícios, vídeos e professores preparados para te acompanhar e consolidar o seu aprendizado durante todo o curso, conta.

Quais são os desafios da implementação desse planejamento e da estratégia?

O principal desafio na implementação do planejamento está na preparação e engajamento do professor em relação às tecnologias educacionais. O gerenciamento de ferramentas e recursos são essenciais para a qualidade do ensino.

Por isso, a incorporação dessas tecnologias devem avaliar o sistema de aprendizado, como a preparação dos profissionais envolvidos. “Os professores precisam de formação pedagógica adequada para alcançarem seus objetivos tendo as tecnologias como recursos e em muitos outros aspectos”, aponta Deborah.

A implementação passa pela preparação dos professores para que a tecnologia instrucional seja realmente eficaz. “O treinamento em tecnologia e formação pedagógica andam lado a lado, pois todo e qualquer projeto com tecnologia precisa envolver intencionalidade e objetivos”, esclarece a coordenadora.

Como fazer dessa estratégia um sucesso

É essencial contar profissionais que sejam engajados e que colaborem com esse investimento em transformação digital. Deborah reforça a necessidade de envolvimento dos professores para que a implementação seja um sucesso.

“Em um ambiente educacional, a colaboração se manifesta no envolvimento ativo dos indivíduos em que professores e alunos são corresponsáveis pela construção de aprendizagens com o auxílio das novas tecnologias digitais”, destaca.

Além disso, a coordenadora do curso Emergentes Tecnologias em Educação diz que as estratégias para implementação de tecnologia educacional devem estar adequadas e serem adaptadas de acordo com o público-alvo e faixa etária de cada um dos níveis educacionais.

Quais são os métodos qualitativos a serem aplicados?

Quando chega o momento de fazer avaliações sobre o uso das tecnologias instrucionais, é comum que se aplique o método qualitativo. Para isso, são os questionários com perguntas dissertativas e abertas que podem ser aplicadas por meio do Google Forms, entrevistas ou ainda registros de reuniões com as equipes.

Esse método serve para analisar variadas questões, entre elas as necessidades, as dificuldades e facilidades ou ainda as expectativas com o uso da tecnologia. A partir desses dados, é possível replanejar ou planejar novas ações.

Quais são os métodos quantitativos a serem aplicados?

A coordenadora explica que o método quantitativo mais utilizado é o questionário com perguntas de alternativas em que os dados são coletados com ferramentas de pesquisa. “Usamos recursos como o Google Forms e posteriormente uma análise é realizada usando métodos estatísticos”, revela.

Saber analisar estatisticamente as informações geradas por métodos quantitativos é fundamental para uma boa tomada de decisão, principalmente para a adoção ou continuidade de uma determinada tecnologia educacional.

Quais são os diferenciais da MUST University?

Estudar na MUST University apresenta muitos benefícios. As aulas são 100% online com vídeos gravados pelos professores da disciplina e você ainda conta com uma série de vantagens, entre elas:

  • 20 e-books digitais por disciplina;
  • fóruns de discussão coletiva e individual com interação de tutores e colegas de classe;
  • atividades práticas;
  • avaliação sob a supervisão do tutor online;
  • encontros online com os tutores;
  • atendimento por WhatsApp;
  • acesso a duas Bibliotecas online (uma americana e outra nacional em língua portuguesa).
  • eventos gratuitos e com certificação internacioal pelo canal do Youtube

“Além de todos esses diferenciais, no Brasil, temos universidades conveniadas para reconhecimento do diploma sem burocracia”, enfatiza a coordenadora.

Como é possível notar, é fundamental entender mais profundamente sobre a tecnologia instrucional e como o uso de método qualitativo e quantitativo ajudam nas melhorias dos cursos. Desse modo, o ensino fica mais acessível, descomplicado e a aprendizagem é de alta qualidade.

Invista em conhecimento e aproveite para entrar em contato e conhecer mais sobre nosso processo de aprendizagem!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on print

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

POSTS RELACIONADOS

Share:

[rock-convert-cta id="14154"]

POSTS POPULARES